Secretário de Governo da Prefeitura de Londrina recebe pauta de reivindicações dos médicos servidores

Em reunião realizada nesta quarta-feira, dia 14, a diretoria do Sindmed levou as reivindicações dos médicos servidores ao secretário de Governo da Prefeitura de Londrina, Marcelo Canhada. A reunião, realizada na Prefeitura,  teve a participação do presidente do Sindmed, Alberto Toshio Oba,  dos diretores Claudio Talarico, Baltazar Gongora, Mário Machado  Junior e José Luis Oliveira Camargo, do  vereador João Martins -  que preside da Comissão de Seguridade Social da Câmara Municipal,   do promotor Paulo Tavares, do secretário municipal de Saúde, Felippe Machado, e contou também com a presença de vários médicos servidores, que  atenderam o convite do Sindicato para acompanhar o encontro.

As reivindicações discutidas trataram de quatro assuntos principais, sendo: reposição das perdas salariais acumuladas entre os anos 2000 e 2009;   complementação de 45%  dos percentuais  pagos pelo exercício de  Atividade de Responsabilidade Técnica (ART) em equiparação com os demais servidores de nível superior; Criação do PCCS – Plano de Cargos, Carreira e Salários para a categoria;  e legitimidade do Sindmed como representante dos médicos servidores.

O presidente do Sindmed, Alberto Toshio Oba, faz uma análise  positiva do encontro com o secretário de Governo, destacando que ele entendeu que os médicos vêm recebendo tratamento desigual em relação aos demais servidores, que a categoria de fato acumulou perdas em gestões anteriores e carece de um Plano de Cargos, Carreira e Salários específico.

“Parece que existe uma boa possibilidade de  a proposta da elaboração do PCCS ser encaminhada, assim como a reposição das perdas salariais e complementação de ART”, resume Toshio Oba, frisando que  o Sindicato vem buscando também  apoios estratégicos . “Nesse sentido, já levamos as reivindicações ao conhecimento do Ministério Público, bem como da Comissão de Seguridade da Câmara Municipal, que estão cientes das injustas  condições  impostas aos médicos servidores”, acrescenta o presidente do Sindmed.

Sindmed e Sindserv
Os médicos da Prefeitura são representados atualmente pelo Sindserv. É importante esclarecer que isso acontece porque é o empregador que define qual entidade representa determinada categoria. Para mudar isso e dirigir  a representação dos médicos oficialmente para o Sindmed, caberia à Prefeitura realizar a alteração por  meio de legislação específica. “Ao que tudo indica, isso não deve ocorrer. Mas os médicos, por serem uma categoria profissional diferenciada, têm a prerrogativa de serem representados pelo sindicato de sua categoria, o Sindmed. E por isso seguiremos batalhando em prol  desses profissionais.  No meu ponto de vista, buscar o atendimento das reivindicações é  o mais importante”, garante Toshio Oba.

Reforço na pauta
Além de terem sido apresentadas pelo Sindmed ao secretário de Governo, as reivindicações dos médicos devem constar também neste ano na pauta de solicitações do Sindserv à Prefeitura, por ocasião da data-base da categoria dos servidores municipais, em fevereiro. “Acreditamos que esta será a primeira vez que o Sindserv vai incluir reivindicações específicas dos médicos em sua pauta e  é preciso deixar claro que isso decorre da mobilização e do esforço do Sindmed em buscar soluções possíveis, visando, antes de tudo, a melhoria das condições de trabalho da categoria”, finaliza o presidente do Sindicato dos Médicos.

 

Por Máxima Comunicação/Assessoria de Imprensa Sindmed

 

Localização

LONDRINA - PR

Av. Harry Prochet, 1055
CEP: 88047-440
 

 

Contato

Telefone 43 3341-2979

sindmed@sindmed.com.br

 

Newsletters

Assine e receba as últimas atualizações.